hoje foi um daqueles dias onde tudo da quase certo

tinha agendada uma entrevista de emprego e acordei em cima da hora. tive muita sorte na hora de sair do metrô pq meu ônibus estava parado no farol vermelho e deu tempo de eu correr até la para pedir pra entrar. quase perdi o ponto de desembarque pra pegar o proximo ônibus. de novo, salva pelo farol vermelho que fez o ônibus parar um pouco além do ponto onde deveria ter sinalizado para descer. cheguei em tempo para a entrevista e apesar de terem feito perguntas especìficas sobre o direito, respondi tudo na maior calma e coerência. até que me mandaram escrever uma redação. odeio quando fazem isso. dai pediram minha opinião sobre algo que ja não me lembro mais e quando fiquei sozinha na sala usei o celular pra pesquisar no google, mas a porcaria da internet não tava pegando direito, então dei uma resposta capenga. nem sei se quero mesmo esse emprego, mas preciso de grana, então #comofas? fica num lugar muito longe e não consigo me visualizar trabalhando la. a mulher era muito perua e na parede da sala de reunião dela estava cheio de diplomas, exceto que eram apenas diplomas de participação de palestrinhas de 1 a 2 horas, que você paga com uma lata de leite em pò. achei patético. e eu não posso trabalhar pra alguém que acho patético. mas todos os empregados acham seus chefes patéticos, não é? ai, jà não sei de mais nada…

tinha um encontro com um amigo lindo e eu, pra variar, atrasada. levei um século pra escolher o que vestir nessa porra de 35 graus de calor infernal. mas meu amigo lindo também ia chegar atrasado então deu tudo certo, porque ainda consegui chegar ligeiramente antes dele. um alivio.

então hoje foi realmente um daqueles dias onde tudo que estava no caminho para dar errado acabou dando certo 🙂

Anúncios