deboche

hoje me toquei que a palavra ‘deboche’ vem do francês débauche…mas o nosso deboche geralmente não é usado no sentido do original ‘débauche’, isto é, libertinagem…

deboche aqui é usado mais no sentido que passei na pele hoje!

um amigo me mandou um presente pelos correios, mas esse amigo mora em outro pais e o presente não era nada barato e no final das contas, a merda da alfândega resolveu cobrar taxa…engraçado que nada nesse pais funciona da forma que deveria, mas quando se trata de tributos, temos a melhor eficiência do mundo né? pra controle e pra cobrar…inacreditàvel.

dai que não tenho condições de ir nos correios durante a semana por causa do trabalho, então deixei pra ir nesse fim de semana.

dai que meus pais vieram fazer uma visita aqui, chegaram na quinta e sairam no sàbado de manhã. mas antes de ir embora, meu pai neurotico com toc adiantou todos os relogios da casa.

dai que ele deixou um bilhete avisando que todos os relogios foram alterados.

dai que eu achei que tudo bem, crendo que a droga do horario de verão foi de sexta para sàbado, jà que ele resolveu alterar os relogios né?

dai que eu planejava ir nos correios la pelas 10am do sàbado, pra não correr nenhum risco.

dai que eu chego là crente que era 10:40; mas era 11:40.

dai que tava lotado e muito abafado, resolvi esperar ser atendida sentada nos degraus dos correios do lado de fora.

dai que quando estava perto de chamarem meu nùmero, resolvo entrar.

dai que a guardinha fubanga do correio não quis deixar eu entrar.

dai que eu tava com a senha na mão e pedi pra mulher deixar eu entrar e ai veio o deboche da criatura.

dai que ela retoricamente perguntou se eu nao tinha visto a hora que ela veio ali fechar a porta rotatoria e eu falei que não.

dai que perguntei pq q ela nao tinha ao menos me avisado, ja q ela tinha percebido que eu estava ali do lado de fora sentada esperando.

dai que perguntei isso apenas para testar o nivel de maldade da pessoa, afinal de contas ela tanto me viu esperando do lado de fora que ‘perguntou’ se eu nao tinha visto a hora que ela veio trancar a porta.

dai que nessa hora ela resolveu falar que nem sabia que eu tava la.

dai que algumas pessoas quando colocadas numa situaçao de poder, por mais temporàrio e minimo que possa ser, isso lhe sobem à cabeça e deixa elas se acharem mais do que são.

dai que eu fiquei ligeiramente puta com a pachorra dessa cachorra, o tempo todo dando um risinho sàdico com sua beiçorra, como se estivesse tirando a desforra.

dai que parecia que ela so faltava gargalhar e ter orgasmos da minha situação desvantajosa.

sério agora. por que fazer uma coisa dessas com uma pessoa que você nem conhece e que nunca te fez nada? tão desnecessàrio, tão mesquinho. uma pobreza de espirito sem tamanha.

depois disso veio um funcionàrio dos correios falar comigo na maior civilidade e gentileza, contrastando imensamente com a atitude escrota dessa boçal. espero que a seleção natural se encarregue de extinguir criaturas da laia dela.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s