bucket list parte II – vários itens a serem riscados yay

mais um item a ser riscado: fui visitar minha irmã nos estados unidos e conheci (de novo) meus sobrinhos lindos e fofos ❤

e que pessoinhas incríveis que eles são…quase me deu vontade de ter kids! haha quase, ta? já estou depressiva com a distância que nos separa…minha sobrinha é tão autêntica e fearless. sou muito fã dela. adoro a vozinha dela, a gargalhada dela, o coração gigante que ela tem, o senso de humor incrível…e o meu sobrinho, que amorzinho! tão fofo, sem malícia e genuinamente sincero…depois de ter cuidado de/convivido com crianças chatas, mimadas e mal-criadas, eu meio que traumatizei de criança…mas meus sobrinhos me fazem ter faith in humanity again! minha irmã fez e faz um excellent job educando e amando eles ❤

outro item a ser riscado: fui pra new york city!

e que cidade maravilhosa! apesar de quase ter me matado…haha quase, viu? uma cerca de construção desabou em cima de mim, da minha irmã e da amiga dela…foi a maior comoção, 3 ou 4 caminhões de bombeiros, polícia, ambulância…depois saímos nas notícias e depois ainda saímos no noticiário…e eu notei na tv o quão annoying eu sou quando falo…

mais um item pra riscar, um item épico: conheci e hung out com o D.C.! 

acho que ele não faz ideia, mas eu já era fã dele desde quando cruzei com os stand-ups dele no youtube anos atrás e notei que todos me faziam rir freneticamente…hands down um dos meus comediantes favoritos…quando a gente se conheceu, ele me deu um abraço sincero e conversou super de boa comigo…nem pessoas não-famosas são tão despretensiosamente simpáticas comigo…e não foi apenas o fato de conhecer esse cara que tanto admiro que foi legal, foi o fato de que ele foi genuinamente legal comigo, independentemente dele ser o D.C., saca? ser humano incrível…

bonus item: tive meu inglês elogiado por D.C.! 

quantas pessoas podem dizer isso? eu gosto de pensar que são pouquíssimas hahaha quando ele descobriu que era a minha primeira vez nos eua, ele arregalou os olhos e perguntou: “then where did you learn to speak such a good english?” omg, right? daí respondi: aprendi sozinha. não mencionei na hora, mas os stand-ups dele me ajudaram a “melhorar” meu inglês também haha

bonus bonus item: D.C. parou o Porsche dele para me dar oi enquanto andava de patins na bike lane! 

mesmo apesar dele não saber meu nome (porque minha irmã, que é amiga dele, só me apresentou pra ele como sendo sua sister e por isso quando ele me via ele me chamava de ‘sister’, o que, por si só, é ÉPICO) ele sabe quem eu sou.

sério, que viagem inesquecível!